Bernard Le Bovier de Fontenelle

Qualificado por Voltaire como a mais universal das mentes surgidas durante a época do reinado de Luís XIV da França, Fontenelle influenciou com sua obra as grandes personalidades do Iluminismo.

Bernard Le Bovier de Fontenelle nasceu em Rouen, França, em 11 de fevereiro de 1657. Educado em sua cidade natal, só se mudou para Paris aos trinta anos, mas, uma vez estabelecido na corte, adquiriu imediatamente notável prestígio como autor de libretos operísticos e de obras de outros gêneros. Sua reputação aumentou ainda mais com a publicação dos Nouveaux dialogues des morts (1683-1684; Novos diálogos dos mortos) e Histoire des oracles (1687; História dos oráculos), tratados nos quais, a partir de digressões filosóficas e teológicas, buscava explicações fundamentadas nas leis naturais, contra alguns dos rígidos dogmas da fé. Por causa de tais ataques aos princípios religiosos firmemente estabelecidos é que foi considerado como antecessor dos enciclopedistas.

No âmbito da divulgação científica, Fontenelle escreveu Entretiens sur la pluralité des mondes (1686; Diálogos sobre a pluralidade dos mundos) que ficou sendo seu trabalho mais conhecido e teve muita influência na posterior aceitação da teoria copernicana sobre a disposição dos corpos celestes. Em 1691 ingressou na Academia Francesa e a partir de 1697 passou a secretário permanente da ciência. Fontenelle morreu em Paris em 9 de janeiro de 1757.

     
Digite aqui seu
E-mail para receber notícias de filosofia!



Se acaso qualquer informação do site estiver equivocada, por favor avise-nos que corrigiremos