Pensamento

A psicologia moderna, e sobretudo a escola behaviorista, raramente fala de inteligência, a não ser em relação a sua medida nos testes. Fala de pensamento, entendendo por isso o processo de procura da solução de um problema.

Pensamento é o conjunto de atividades que se incluem no estudo dos processos cognitivos superiores da formação de conceitos, do raciocínio e da solução de problemas. O pensamento se caracteriza por exigir períodos mais ou menos longos de latência, durante os quais as atividades internas são suspensas ou interrompidas. A latência ocorre quando o indivíduo se defronta com situações novas, mais ou menos complexas, para as quais não encontra esquemas de resposta já montados ou estruturados por aprendizagem prévia.

A manifestação máxima do pensamento é o raciocínio, pelo qual se chega a novas verdades a partir de outras anteriormente conhecidas. O raciocínio se desenvolve de duas formas: a indução, que parte dos dados particulares para alcançar uma lei geral; e a dedução, que de verdades gerais destaca afirmações particulares. A natureza das premissas no procedimento dedutivo, assim como os fatores emocionais, influem na aparição de erros lógicos nos raciocínios. A forma mais perfeita do raciocínio é o pensamento criativo, caracterizado por desenvolver-se em várias fases: preparação ou organização dos dados existentes; determinação da dificuldade do problema e elaboração de pensamentos sobre o assunto; aparição espontânea de pensamentos relacionados com o problema; e iluminação ou organização de uma idéia central ou esquema que proporciona a solução do problema.

Formação de conceitos. Cabe distinguir o pensamento de outros processos afins, como a percepção e a imaginação. Frente à percepção, que exige a presença real de objetos, e ao contrário do que ocorre com a imaginação que, apesar de não ter a mesma exigência, também os representa iconograficamente (isto é, sob a forma de imagens), o pensamento pode prescindir dos objetos e, o que é mais importante, representa-os de forma simbólica. Essa representação simbólica se efetua por meio de um processo de abstração. A partir de uma seleção feita sobre os dados sensoriais, o pensamento constrói conceitos representativos do mundo exterior e do que nele acontece.

Veja também:
Raciocínio e Processo de Solução de Problemas